Select Page
Compartilhe: Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Quando falamos em bebida japonesa, rapidamente pensamos no sakê, certo? Só que existem outras opções disponíveis para apreciar. Lembra que já falamos do Umeshu aqui no blog?

Hoje é a vez de você conhecer — e passar a apreciar! — o Shochu, uma bebida destilada bastante popular no Japão e, como veremos em nossa postagem, no mundo. Confira!

O que é Shochu?

Bebida japonesa de origens que remontam ao século XV, o Shochu (a pronúncia é Xô-Tchu) é um destilado que, embora proveniente da província de Kyushu, ao sul do Japão, ganhou notoriedade quando chegou à Kagoshima, considerada, hoje em dia, “A Terra do Shochu”.

A sua preparação pode ser feita a partir de diversos grãos, sendo os mais clássicos o arroz, a cevada, ou a batata-doce (no Brasil existe uma versão produzida a partir da mandioca orgânica) e a graduação alcoólica pode variar entre 15% e 45%, embora o mais comum seja 25%.

Uma curiosidade: adivinha qual é a bebida destilada mais vendida no planeta? Acertou em cheio quem respondeu Shochu!

Quais as diferenças entre Shochu e sakê?

O que diferencia o sakê do Shochu? É bem simples: enquanto no primeiro caso o processo de produção usado é a fermentação (como o vinho ou a cerveja), o segundo é uma bebida destilada (como o uísque e a cachaça).

Outra diferença está no ingrediente principal. Enquanto o sakê é feito sempre com arroz, os shochus mais populares são a base de cevada ou batata doce.

Agora o principal está no quesito popularidade. Embora possam não ser das bebidas mais conhecidas aqui no Brasil, o Shochu é a bebida preferida da juventude japonesa, ultrapassando o consumo do sakê.

Como é feita essa bebida destilada?

Dependendo do ingrediente principal da bebida e do fabricante, podemos ter pequenas variações no processo de produção do Shochu. Vamos falar dos principais. Depois da escolha dos grãos, eles são fervidos, esfriados e esmagados. Depois disso, a bebida é destilada, guardada e envelhecida. No final, o Shochu é engarrafado e segue seu rumo (encontre várias opções aqui).

Qual o sabor e aroma dessa bebida japonesa?

Na antiguidade, era uma bebida considerada remédio para diversos males e há quem diga que é uma das chaves para a longevidade. Mas está longe de ter gosto de xaropes. Mais forte do que o sakê e mais leve do que o uísque, é o tipo de bebida versátil, que serve tanto para o bar, quanto para acompanhar uma boa refeição.

E a chave da sua popularidade talvez esteja nesse tripé: força, suavidade e versatilidade.

Quais são as dicas para apreciar a bebida?

E aproveitamos para oferecer algumas dicas para apreciar essa bebida japonesa destilada:

  • Consumir na temperatura ambiente é a melhor forma de se absorver o buquê e sabor de um bom Shochu;
  • Pode ser servido com água gelada para baixar o teor alcoólico, principalmente quando se está num encontro de negócios ou no meio de um dia de compromissos;
  • Ingrediente interessante para drinks, como Shochu e tônica ou Shochu-Campari. Pode, ainda, ser parte de coquetéis cítricos (ótimo com suco de acerola e gelo) e, ainda, como ingrediente para uma brasileira caipirinha.

Aproveite que você foi apresentado a mais essa bebida japonesa e não deixe de visitar a nossaloja virtual e conhecer a seleção especial que separamos. E depois nos conte o que achou desse famoso destilado!

 

Compartilhe: Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0