Select Page
Compartilhe: Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Sakê gaseificado. Para os mais incrédulos, pode parecer uma brincadeira de primeiro de abril. Mas, garantimos que estamos falando de algo real e que vem conquistando novos adeptos no Japão e no mundo.

No post de hoje vamos aprender sobre essa bebida mista, como é feita e, é lógico, alguns rótulos para saborear. Confira!

O que é sakê gaseificado?

O nome já diz bastante coisa a respeito dessa bebida mista japonesa. O sakê gaseificado já existe há bastante tempo, mas se popularizou apenas há alguns anos. Por ser uma bebida com gás, ele possui maior frescor e doçura com leve amargor (o sabor varia dependendo do rótulo), teor alcoólico mais baixo, variando em torno dos 10%.

Isso faz com que o sakê gaseificado se torne mais fácil de ser saboreado principalmente para quem não está acostumado ao sabor da bebida, ou que prefere sabores mais leves, popularizando-se entre jovens e o público feminino.

Como é feito?

Na verdade, existem duas formas bem distintas para a produção do sakê gaseificado, mas ambas usam o mesmo produto elemento, o dióxido de carbono (CO2).

A mais antiga é armazenando o gás da segunda fermentação (em tanques ou em garrafas) do processo de fabricação do sakê tradicional. Em vez de deixar que esse CO2 siga para o ar, ele fica confinado.

Já a nova forma de produção de sakês gaseificados, com mais gás e menos álcool, utiliza o processo de injeção de dióxido de carbono artificialmente, da mesma forma como é feito com os refrigerantes.

Quais as diferenças para o sakê tradicional?

A primeira diferença entre o sakê gaseificado e o tradicional é, logicamente, a presença de bolhas de CO2 na primeira bebida.

Outra diz respeito à temperatura de consumo. Enquanto que no formato tradicional o sakê tem diversas temperaturas para serviço, o gaseificado é sempre servido resfriado, assim como é feito com espumantes, como o champanhe.

O modo de servir do sakê gaseificado também é diferente. A maioria é vendida em garrafas ou latas pequenas (180ml a 300ml), próprias para o consumo fácil, imediato — já que as bolhas costumam escapar rapidamente da bebida — e repetido.

Dicas de rótulos para conferir

E é claro que não poderíamos terminar sem oferecer algumas boas dicas de sakês gaseificados para você conhecer e saborear! São elas:

Hakutsuru Awayuki Sparkling

Com teor alcoólico de 5.5%, esse rótulo é lançamento no Japão, com sabor doce e agradável. Pode ser encontrado na nossa loja virtual.

Flower Snow

Com um sabor mais ácido no começo e seguido de um sabor de Junmai e doçura. Quando é aberto, os sedimentos brancos sobem e ficam parecendo uma leve neve dançando.

Umenoyado Tsuki Usagi Blueberry

Outro rótulo da nossa seleção, ele é feito com uma infusão em mirtilos (as blueberries do nome), que confere uma coloração rosada à bebida. Com teor alcoólico de 6%, é ideal como aperitivo ou acompanhamento para sobremesas.

Sparkling Jelly Peach

Opção vendida em latas da Ozeki Co., é uma bebida à base de sakê e gelatina, com sabor de pêssegos. A bebida está em nossa loja virtual e possui 5% de teor alcoólico. Ou seja: uma opção leve e gelada para os dias de calor.

Uma dica: que tal sair da mesmice dos espumantes para as comemorações e apostar no sakê gaseificado no próximo evento? Diferente e refrescante, com certeza é uma opção para inovar!

E para conhecer essa e outras diversas opções de sakês, umeshus e shochus, não deixe de visitar a nossa loja virtual!

 

Compartilhe: Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0