Select Page
Compartilhe: Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0

Participar de um encontro de negócios em bares e restaurantes não é incomum. A oportunidade de conversar e até mesmo confraternizar pode ser uma ótima chance de provar que você é um bom funcionário além das paredes da firma, garantindo mais um contrato, ou, até mesmo, uma merecida promoção.

Não é incomum ter dúvidas sobre o que pedir para beber nessas ocasiões. No post de hoje preparamos uma listinha com algumas opções interessantes para ajudá-lo. Afinal, sua escolha pode dizer muito sobre quem você é. Confira!

Whisky

Um clássico. Não precisa ser o mais caro do cardápio e nem o mais antigo, mas para poder achar o ideal você precisa provar e pesquisar um pouco sobre a bebida. Muitos conhecedores dizem que existem whiskys mais novos que são de qualidade indiscutível. Costuma ser uma boa pedida com chocolates, castanhas, queijos, salmão e frutos do mar. O teor alcoólico é, em média, de 40%.

Dica: whisky com gelo é melhor para dias quentes. Já o neat pode ser uma boa pedida para os dias mais frios.

Vinho

Outro clássico é uma boa taça, seja como aperitivo (Espumante Brut, Vermute Seco ou Branco Seco) ou para acompanhar as refeições. O melhor, na dúvida, é consultar o sommelier da casa para conhecer as melhores opções para acompanhar o cardápio. O teor alcoólico pode variar entre 11 e 14%.

Dica: vinhos podem ser pedidos em taças — individual, em garrafas pequenas — que servem duas pessoas, ou nas garrafas convencionais, dependendo da disponibilidade de cada rótulo.

Cerveja

Hoje em dia as cervejas especiais e artesanais têm conquistado cada vez mais espaço. Consulte, antes do seu encontro de negócios, se o lugar em que você vai possui uma seleção. Uma dica para harmonizar: quanto mais sutil o sabor da comida, mais leve a cerveja. E quanto mais denso o cardápio, mais encorpada deve ser a bebida.

Dica: a máxima das boas cervejas serem belgas ou alemãs já caiu por terra. Hoje em dia existem diversos produtores brasileiros fazendo cervejas fantásticas. Só vale prestar atenção ao teor alcoólico, que pode chegar a até 30%.

Tequila

A tequila é uma bebida mexicana que se popularizou. O teor alcoólico pode variar entre as mais jovens e as mais envelhecidas, mas a média fica em 35%. Para um encontro de negócios, você pode pedir a bebida combinada em coquetéis, como a Margarita e a Tequila Sunrise. Em ocasiões mais despojadas, vale o clássico formato shot, acompanhado por limão e sal.

Sakê

Como a grande maioria dos produtos japoneses, há rituais que envolvem servir o sakê na temperatura correta para cada tipo. Também é possível fazer diversas harmonizações (você pode saber mais sobre o assunto aqui) para extrair o melhor de cada sabor.

A questão é que essa bebida vem conquistando muitos adeptos e apreciadores no mundo ocidental, fora dos restaurantes e bares orientais. Pedir um bom sakê, seja no bar ou no restaurante, significa apreciar algo além do óbvio, apostando em sabores requintados, repletos de uma cultura milenar e teor alcoólico baixo, em média 16%. Muitos restaurantes têm, inclusive, apostado em uma seleção especial da bebida para satisfazer o público brasileiro.

E você, qual bebida pretende pedir na sua próxima reunião de negócios? Lembre-se apenas de prestar atenção à quantidade, para não ultrapassar o limite (uma ou duas rodadas é mais do que suficiente), de nunca abrir mão da velha e boa água mineral para hidratar e não dirigir se for beber.

Para saber muito mais dobre o mundo do sakê e conhecer a maior variedade desses produtos na internet, não deixe de curtir a página do E-Sakê no Facebook!

Compartilhe: Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0